Serviços
Agenda
Postagens
Cinema
Sua empresa no guia - clique aqui!
Data do início do século XVIII a chegada dos primeiros europeus que se fixaram no município. O povoamento dos "Campos de Lajens" decorreu da necessidade de abrir caminhos para atingir as Campinas do Rio Grande do Sul, ricas em gado, o que despertava nos paulistas e mineiros a ambição de estabelecer intenso comércio com os estancieiros gaúchos.

Os documentos primitivos mencionam a paragem chamada "Lajens", um pouso de tropeiros que viajavam para São Paulo ou Sorocaba (conhecida desde 1661), levando mulas, cavalos e bovinos. Correia Pinto, fundador do povoado, era tropeiro, e conduzia tropas de bois de Lajes para São Paulo. Os tropeiros primitivos, mesmo os residentes no povoado, não eram lageanos, mas na sua maioria, portugueses e açorianos. Somente mais tarde foi que tropeiros, já nascidos em Lajes, exerceram esta tradicional profissão.

Lages foi fundada em 22 de novembro de 1766. Em 1820, a vila é desanexada da província de São Paulo para fazer parte de Santa Catarina. Em 25 de maio de 1860 é elevada à categoria de cidade. Em 1960, ficou estabelecida o topônimo de Lages com "G". (Aliás, impróprio segundo o nosso léxico).

Economicamente Lages ficou conhecida inicialmente pelas suas tradições na pecuária. Seus primeiros ciclos econômicos, no princípio do século, foram os do couro, da carne e da erva-mate. Hoje ainda o município tem o maior rebanho bovino do Estado, com cerca de 76.000 cabeças.

O ciclo econômico que se seguiu foi o da madeira, cujo auge ocorreu entre 1950 e 1960.

Fonte: www.lages.sc.gov.br

O seu navegador não é mais suportado.

Atualize para um navegador moderno.
Obrigado, equipe Guia Lageano.