Serviços
Agenda
Postagens
Cinema
Sua empresa no guia - clique aqui!
In�cio
Cheaters! Ja chega né?
Bruno Alves
17
Jun
2012

Quem nunca deixou de jogar uma partida online, seja em PC, Xbox 360 ou PS3, por causa desses espertinhos que adoram estragar a diversão do pessoal e usar isso para conseguir classificação em leaderboards, etc.

 

Pois é rapaziada, isso é pra deixar qualquer um "p" da vida!

Hoje mesmo estava lendo uma materia sobre o grande lançamento da Rockstar (criadora de titulos famosos como GTA e L.A. Noire): Max Payne 3. O primeiro jogo da serie conta a história do policial Max Payne, que ao se infiltrar na máfia com o objetivo de investigá-la vê a máfia e a própria polícia se voltar contra ele. Isso o coloca numa vingança sem controle contra os fantasmas da sua vida. Lançado em 2001 fez muito sucesso pelo incrível "bullet Time", que quando acionado, o bullet time permite que o jogador desacelere o tempo, de forma que as balas podem ser vistas a olho nu - é uma forma de câmera lenta. Embora que Payne também seja desacelerado, ele permite que o jogador possa movimentar a mira em tempo real, permitindo que o jogador tire uma grande vantagem dos inimigos. Isso facilita que Max desvie de balas e permite que ele execute movimentos de combate especiais. 

O tempo passou e Max Payne 3 mostra que pode manter o enredo original com os poderosos modos de jogo e graficos de hoje. O jogo Max Payne 3 revela, além de uma campanha incrível, um multiplayer extremamente viciante. E é nesse ponto que eu queria chegar. O jogo mal foi lançado e já nos deparamos com os "cheaters" no multiplayer. O grande lance é que a Rockstar se pronunciou sobre o assunto e para NOOOOOSSA ALEGRIA ira banir os cheaters. É claro que o banimento não acontecera na primeira investida deste grande FD* (ou Cheater como é conhecido). A primeira infração ira resultar na seguinte penalidade: O Cheater só podera jogar com outros cheaters em salas criadas pela Rockstar somente para  cheaters por tempo ainda não divulgado. Se repetida a malandragem, a infração seguinte resultará no banimento da conta do espertinho. 

O bom mesmo era isso acontecer em todos os jogos. Principalmente na franquia mais jogada hoje: CoD Modern Warfare 3.  Mas isso pelo visto ainda vai demorar.


Coment�rios (0)
League Of Legends
Bruno Alves
13
Mai
2012

Bom dia galera, tudo certo? Hoje vou falar um pouco de um jogo online para plataforma PC que está fazendo muito sucesso há algum tempo fora do Brasil e agora também está aumentando o numero de players brasileiros. O jogo em questão hoje tem seu campeonato com mais espectadores que a liga americana de baseball, ele é o League of Legends.

Há um tempo atrás, um amigo me apresentou o jogo. O LoL(League of Legends) como é conhecido leva design incrivel (em cartton) e uma mistura de cores que enche os olhos, sem falar na quantidade de personagens. De começo achei o jogo um tanto complicado mas acredite: é completamente viciante!

Desenvolvido pela Riot Games,  não tem como comparar com outros jogos, não sei dizer se é MMO, Rpg ou RTS, ainda há alguns que classificam apenas como Action Roleplay Online, enfim, vale muito conferir. O jogo rola dentro de arenas(ou mapas) com alguns modos de jogo de 3 à 5 jogadores. Importante lembrar que o  LoL é gratuito.

Em LOL assumimos o pepel dos denominados "Champions" com o objetivo de destruir o "Nexus"(base adversária) ou por domínio de território. Enfim, existem dois modos ou mapas: 3vs3 ou 5vs5. Cada equipe terá que defender sua base e terá o apoio das "Minions" que são controlados pelo computador. Durante o jogo o champion vai aumentando o nivel e aprendendo novas magias com a morte de champions inimigos e também de minions inimigas. No momento o jogos conta com mais de 90 champions, embora o jogador gratuito possa escolher apenas alguns champions que estão todas semana (com sistema de rodizio entre os 90) "free to play" ou disponiveis para jogar. A cada partida os jogadores ganham "IPs" que é um tipo de moeda do jogo que serve para comprar champions, ou ainda isso pode ser feito com dinheiro verdadeiro atraves de cartão de crédito. Além disso cada champion conta com no minimo 3 skins exclusivas. 

Os personagens são separados pelas classes conhecidas nos rpg"s como assassin, fighter, tank, mage, support entre outros.

 

o jogo carrega o sistema de chat room ou lobby onde é possivel ver estatisticas, conversar com os amigos, acessar a "store" e ver também noticias relacionadas ao jogo. O jogo procura automaticamente uma sala para que você possa jogar ou então você pode optar por ter um "pré made" (montar seu proprio time com seus amigo). A Riot organiza campeonatos mundiais que dão prêmios de até 3.000.000 de dolares! é mole? 

Por fim o jogo incrivel League of Legends leva vantagem sobre qualquer outro jogo pelo fato de que seus desenvolvedores (Riot Games) acompanham à fio o forum dos players e também os melhores jogadores, além é claro do "balance Changes" que é normalmente feito a cada dois mêses pelo fato de a cada 15 dias surgir um novo champion. LoL possui todas as qualidades  que um fã de jogos onlines poderia querer. Se você gosta de combates "PVP" e de desafios este é o jogo a ser experimentado e NÃO requer nenhum pagamento!

 

Um grande abraço e confira o League of Legends" =]  http://na.leagueoflegends.com/

 

 

Good Luck - Have Fun! :J

 


Coment�rios (0)
Simuladores de Corrida (T500)
Bruno Alves
11
Mai
2012

Há muito tempo os fabricantes de video game procuram formas de simular os nossos sonhos de motorista. Nesse ínterim, bizarrices como o console triangular Coleco Telstar Arcade de alguma forma encontraram espaço no mercado. Décadas mais tarde, a fabricante de controles Thrustmaster lança um volante que não tem nada de bizarro. Muito pelo contrário: graças ao T500 RS, o Gran Turismo 5 nunca foi tão realista. O único problema grave desse volante é que o preço também é um choque de realidade: por quase 2 mil reais, ele custa mais que o dobro do preço de um PlayStation 3 de 160 GB. 

É preciso sentir o peso de mais de 15 kg do volante para ter uma dimensão da qualidade desse produto. Aliás, os interessados devem preparar uma mesa bem rígida para abrigar esse monstro. Não estamos falando de um brinquedo que pode ser usado na cama ou no sofá e, a fim de evitar acidentes, certamente não aconselhamos ninguém a tentar segurá-lo no colo. Os pedais não são menos sólidos. Com efeito, a estrutura toda é feita de metal, de tal forma que nem o motorista mais entusiasmado precisa se controlar para não quebrar o acelerador. 

A qualidade da construção é, sem dúvida, admirável. Mas legal mesmo são os componentes internos. Enquanto boa parte dos volantes de video game usa um sistema de imãs para manter o aro na posição correta, o 500T RS não tem nada menos que um motor dentro de si. A consequência disso é que a resistência do volante pode ser adaptada de acordo com o terreno e o carro que está sendo utilizado. Um Aston Martin moderno, por exemplo, torna a direção muito mais pesada do que o clássico Subaru 360. O exemplo foi extremo, mas o 500T RS também é capaz de simular diferenças sutis entre os vários carros. Controlar um Ford GT-40 imediatamente depois de uma batida é uma tarefa quase impossível: para tanto, seria preciso brigar com um motor de 65 watts e torque de 0.15 Nm. 

A experiência da Thrustmaster com simuladores de voo fica evidente na precisão com que o controle reconhece o movimento do aro. Por algum motivo esotérico, o marketing da Thrustmaster fez um contorcionismo ortográfico para batizar o sistema de sensores que o 500T RS utiliza de “H. E. A. R. T.”. Qualquer que seja a razão por trás do nome, esse “coração” denomina um conjunto de sensores de movimento que, por serem magnéticos, não sofrem com a perda de sensibilidade que a fricção poderia causar. Outra qualidade notável do volante é o fato de que o aro tem uma rotação de até 1080 graus (3 giros completos), o que aproxima ainda mais o controle de um volante real.

O sistema de controle dos pedais não é tão sofisticado, mas não deixa de ser sensível o suficiente para manter a imersão do jogador. Pedal e volante são ligados por uma conexão proprietária similar à utilizada por cabos de rede. Uma USB liga o 500T RS ao PlayStation ou ao computador, mas outros eletrônicos, como o Xbox, não reconhecem o controle. 

Por enquanto, o Gran Turismo 5 e, em menor grau, o iRacing são os únicos jogos que utilizam todo o potencial do 500T RS. Outros games não aceitam a interferência do motor interno ou simplesmente não reconhecem parte dos controles. Além disso, vale lembrar que para que o volante funcione no PC é preciso baixar antes os drivers disponíveis no site da Thrustmaster. O 500T RS também possui os controles tradicionais do PlayStation (direcional, botões de ação, etc.) para facilitar a navegação pelos menus do console. No entanto, não espere usar o volante como substituto do DualShock para outros jogos, pois a disposição dos botões não é muito confortável.

Não há dúvidas de que o 500T RS é um tremendo acessório para o PlayStation, mas há uma questão que, apesar de puramente cosmética, precisa ser levantada. Se esse volante foi projetado com a série Gran Turismo em mente, por que parte dos controles remete à Fórmula 1? Sim, existem carros de Fórmula 1 no Gran Turismo, mas o foco do jogo sempre foi o GT, como o próprio nome indica. No entanto, o câmbio do 500T RS dispensa a alavanca tradicional para ocupar a traseira do volante, como na Fórmula 1. Além disso, os pedais vêm por padrão na orientação típica dos carros de Fórmula 1. É verdade que o segundo ponto não é tão problemático porque a Thrustmaster oferece uma alternativa: é possível mudar a pedaleira para que ela assuma uma orientação similar à do GT. Contudo esse processo exige que a base seja desparafusada. Um controle tão caro deveria possuir uma interface mais especializada do que essa.


fonte: http://inf.com.br/reviews/hardware/acessorios/thrustmaster-t500-rs.shtml


Coment�rios (0)
O efeito Kinect.
Bruno Alves
24
Abr
2012

Olá galera. Primeiramente gostaria de agradecer ao pessoal do Portal Guia Lageano pela oportunidade de ter um espaço como colunista e dizer também que é uma honra poder postar aqui ideias e fatos sobre games no mundo e sobre como esse tipo de mercado está crescendo na nossa região.

 

 

 

Preocupação para os pais, os games sempre foram na maioria das vezes os grandes vilões quando a garotada aparecia com notas baixas nas aulas, ficando acordados até tarde e também deixando de fazer atividades fisicas para ficar em cima dos games. Sem falar que games até hoje são culpados pela obesidade e agressividade da criançada. Como isso sempre foi explicito, os grandes desenvolvedores de games criaram tecnologias de movimentos e ainda a possibilidade de criar uma rede de amigos unidos pelo mesmo interesse. Um exemplo disso foi o console da Nintendo que foi o pioneiro na interatividade com movimentos. Alguns anos depois, a Sony e a Microsoft lançaram seus consoles e em seguida acessórios para interagir em games com movimentos muito mais precisos: Playstation Move(Sony) e o Kinect (Microsoft). O Kinect se destaca hoje pelo fato de não usar controles! Isso mesmo, o controle será o seu corpo. O Kinect possui desde jogos que lhe darão noções de yoga e exercicios, até jogos de esportes, dança e terror. Existem também jogos educativos e que exigem bastante raciocinio lógico. Mas onde entra a saúde?! É certo que tudo que é demais faz mal, porém o Xbox Kinect, vem se destacando não só pela grande tecnologia que mostra com seus games, mas pelo beneficio que está trazendo a humanidade. Os jogos do kinect possuem um lado terapêutico e ja estão sendo usados em clinicas de fisioterapia. O acessório da microsoft está auxiliando no tratamento de pacientes que sofreram derrames, paralesias e lesões musculoesqueléticas. Fisioterapêutas dizem ter evidências científicas recentes que indicam que o uso da realidade virtual com videogame oferece além da motivação, ganhos funcionais para os pacientes.  Por não usar controle, o sistema faz uma leitura do corpo do jogador tornando o movimento preciso, completo e semelhante aos realizados nas atividades diárias. Os jogos ajudam a reconquistar o equilíbrio, coordenação, resistência e força muscular, além de estimular a atividade cerebral e aumentar a capacidade de concentração. Isso sem contar que a terapia fica mais dinâmica e envolvente. O resultado do uso do Kinect está sendo pesquisado em diversas universidades no país. Não fosse o bastante, há ainda o uso do Kinect no tratamento de portadores de Down e Autismo. 

 


Coment�rios (0)
<< Postagens recentes
Colunistas
Bruno Alves

Sobre



O seu navegador não é mais suportado.

Atualize para um navegador moderno.
Obrigado, equipe Guia Lageano.