Serviços
Agenda
Postagens
Cinema
Sua empresa no guia - clique aqui!
Início
Bursite, ou algo mais?
Marcelo Appel
04
Abr
2013

 

Bursite, ou algo mais?

 

Desde antes dos tempos do “nunca antes na história deste país”, a bursite do ombro já era famosa e conhecida por grande parte da população. Ficou ainda mais célebre após o ex-presidente (que insiste em não ser “ex”) ter uma crise em seu ombro direito em 2008. Foi tratado de acordo, e melhorou. O que faltou dizer é o que é realmente é a bursite, por que aparece e como se trata.

 

          Pois então, vamos lá.

 

          Temos em nosso corpo mais de 200 pequenas bolsas (bursas) de tecido conjuntivo, com uma fina camada de líquido sinovial no seu interior, que servem para diminuir o atrito entre tecidos adjacentes, normalmente próximos a uma articulação. Seria mais ou menos como um pequeno balão de festa de aniversário de criança, com uma ou duas gotas de azeite no seu interior, criando uma cavidade “virtual” em seu interior, que lubrifica o espaço ao seu redor. Temos bursas na articulação do quadril, na região anterior do joelho, sob o calcanhar, e no espaço subacromial, no ombro – sendo a primeira e a última as mais famosas. Quando uma destas bursas sofre trauma, fricção ou uma pressão exagerada sobre sua superfície, ela normalmente aumenta de tamanho, absorve líquido, adquire uma coloração avermelhada (pelo aumento da sua vascularização) e torna-se extremamente dolorosa ao toque – ela inflama!

 

          Eis aí a bursite!

 

          Normalmente causada pelas razões supra citadas (trauma, fricção ou pressão acima do normal), a bursite do ombro tem sua causa maior quase sempre negligenciada. Na maioria dos casos, a inflamação da bursa sub-acromial (a maior do ombro) é devido à inflamação primária de um dos tendões componentes do manguito rotador (conjunto de tendões que realiza movimentos rotacionais do ombro). Por contiguidade (a bursa repousa exatamente sobre os tendões do manguito), a inflamação de um destes tendões geralmente leva a inflamação da bursa subacromial, dando origem à bursite mais famosa do corpo......

 

          Seu tratamento consiste em diminuir o processo inflamatório inicialmente, (com gelo, repouso, medicação) para depois preparar novamente os tendões do manguito rotador para as atividades habituais do ombro (com alongamento, reforço muscular e posterior retorno às atividade esportivas).

 

          Fique atento: nem toda dor no ombro é bursite!

 

          Pode ser algo mais grave e deve ser investigado.

 


comentar
Nome:
Email:
Comentario:
Comentar
Comentários (0)
Colunistas
Marcelo Appel

Sobre

Formado pela UFSC. Residência em Ortopedia e Traumatologia na Clínica de Fraturas XV e Hospital Infantil Pequeno Príncipe, em Curitiba - PR. Esp. em cirurgia do joelho, cirurgia do ombro e artroscopia no serviço Saint-Anne Lumière, Lyon - França. Afiliado internacional da Academia Americana de Ortopedia.



O seu navegador não é mais suportado.

Atualize para um navegador moderno.
Obrigado, equipe Guia Lageano.