Serviços
Agenda
Postagens
Cinema
Sua empresa no guia - clique aqui!
In�cio
Inter vence Caçador na bola e na raça
Mauricio Neves
22
Nov
2011

Como se esperava, Inter e Caçador protagonizaram um jogo tenso no Vidal Ramos. E os donos da casa, mesmo sem um atacante de ofício, tomaram a iniciativa e criaram as principais oportunidades.

 

No primeiro tempo,a melhor oportunidade colorada foi através de uma falta cobrada por Danilo. A bola foi no ângulo direito, mas o goleiro Gilberto desviou com a ponta dos dedos.
 


Logo no início da etapa final, veio o gol da vitória. Johnny entrou na área a dribles e levou a falta. Bola na cal, o próprio Johnny foi para a cobrança. Com excesso de ginga e rebolado, ele bateu à meia altura no canto direito. Gilberto espalmou, a bola tomou efeito e entrou do outro lado da meta (veja o lance e a narração de Antônio Armindo, da Band FM).
 


Com a desvantagem, o Oeste adiantou a marcação, mas as principais chances continuaram sendo do Inter, como em uma cabeçada de Alemão. As bolas paradas também eram uma arma colorada, e Danilo quase marcou um golaço olímpico.
 
 

O fraco árbitro Bráulio da Silva Machado foi muito vaiado pela torcida. Em um lance com a bola parada, o goleiro Gilberto deu uma cotovelada em Douglas. Apesar de ser avisado pelo auxiliar, Bráulio não tomou nenhuma atitude. Mais tarde, expulsou um jogador de cada lado depois de empurrões de parte a parte entre João Marcelo e Gaúcho.

No único arremate perigoso do time de Caçador, em uma falta cobrada por Edno, Adê fez ótima defesa e garantiu o triunfo do Internacional.

Em Chapecó, o Biguaçu atropelou o Oeste por 7x0, e lidera o quadrangular pelo saldo de gols.

Internacional 1x0 Oeste
21 de novembro de 2011 - Campeonato Catarinense de Acesso
Estádio Municipal Vidal Ramos Júnior - Lages
Árbitro: Bráulio da Silva Machado, auxiliado por José Roberto Larroyd e Mayck Espindula Costa.
Cartões vermelhos: João Marcelo (Inter)e Gaúcho (Caçador).
Cartões amarelos: Josué, Peter e Gaúcho (Caçador).
Internacional: Adê, Almir, Alemão, Acássio e Vinícius; Douglas, Danilo, Roni e Eliezer (André); Johnny e Gima. Técnico: Rafaele Granitti.
Caçador: Gilberto, Edno, Thiago, Josué e Edipo; Gaúcho, Peter, Evandro (Diego) e Carlos; Linha e Felipe. Técnico: Rogério Prateat
Gol: Johnny (pênalti) aos 2 do segundo tempo.

Coment�rios (0)
1981: O PRI-MEIRO ANO DO RESTO DE NOSSAS VIDAS
Mauricio Neves
10
Nov
2011
1981: O PRI-MEIRO ANO DO RESTO DE NOSSAS VIDAS,

Na próxima terça-feira, dia 15 de novembro, a partir das 16 horas, na Fla-Concept (loja oficial do Flamengo, na Gávea), como parte das comemorações dos 106 anos de história do Clube de Regatas do Flamengo, a editora LivrosdeFutebol.Com lança 1981: O PRI-MEIRO ANO DO RESTO DE NOSSAS VIDAS, de Mauricio Neves de Jesus – com Arthur Muhlenberg e Lucas Dantas.

O livro foi escrito sob a forma de diário, com um texto para cada dia daquele que foi o ano mais vitorioso da história do “Mais Querido” e é o primeiro produto da parceria do Museu do Flamengo com a editora.

O Flamengo de 1981 foi o único time do País que ganhou três títulos importantes num perí-odo de apenas 21 dias: a Libertadores (em 23 de novembro), o Estadual e o Mundial, respec-tivamente em 6 e 12 de dezembro.

“Nem o Santos de Pelé, o maior de todos os tempos, alcançou tal marca” – ga-rante o jornalista e maior historiador do Flamengo, Roberto Assaf. E explica: “o Flamengo de Zico – e de Leandro, Mozer, Júnior, Andrade, Adílio e Tita, entre outros – era sobretudo um espetáculo capaz de atrair não só rubro-negros, mas torcedores confessos dos demais clubes, incluindo os cariocas”.

O Autor apresenta fichas dos jogos mais importantes, bem como transcrições de gols históricos, com narrações de José Carlos Araújo, Jorge Curi, Waldyr Ama-ral, Doalcey Camargo, Edson Mauro, Cezar Rizzo e Luiz Penido.

Especialmente convidados pelo Autor, jornalistas esportivos, alguns flamenguis-tas apaixonados, escreveram sobre o time campeão: Alexandre Lalas, Alexandre Souteiro, Aydano André Motta, Carlos Eduardo Mansur, Hilton Mattos, Juan Saavedra, Leonardo André, Marceu Vieira, Martha Esteves, Moraes, Pablo Du-arte Cardoso, Paulo Cesar Vasconcellos, Péris Ribeiro, Plínio Fraga e Renato Ramos. O prefácio é de Roberto Assaf. A orelha, do craque Júnior.

O livro está documentado com mais de 50 fotos selecionadas para mostrar não apenas lances fundamentais de jogos decisivos, mas imagens inéditas dos basti-dores da conquista, em vestiários, aeroportos, aviões e estádios.

Sobre o Autor

Mauricio Neves

Rubro-negro desde o berço, Mauricio Neves de Jesus herdou do pai a paixão pelo Flamengo. Sua infância foi marcada pela afirmação da geração de Zico e Júnior no time que chegaria ao seu auge em 1981.

Quando o Flamengo foi campeão mundial em Tó-quio, Mauricio tinha oito anos. Três décadas depois, ainda considera aquele time do Flamengo o que mais se aproximou da perfeição.

Advogado e professor universitário, Mauricio mora em Lages, na Serra Catarinense, e mesmo longe, mantém o amor e a intimidade com o Mais Querido: é sócio proprietário e membro do Conselho Consulti-vo do Museu do Flamengo.

O autor tem textos publicados na coletânea “Ser Flamengo” (Folha Seca, 2006) e é um dos idealizadores do site "Fla Manto Sagrado", além de ser colecionador de camisas de futebol. Os itens preferidos da coleção são camisas usadas pelo Flamengo no ano mais glorioso da história do clube.

O único defeito do Flamengo de 1981 – lamenta ele – foi não ter durado para sempre.

 

Serviço

1981: O PRIMEIRO ANO DO RESTO DE NOSSAS VIDAS
De Mauricio Neves de Jesus (com Arthur Muhlenberg e Lucas Dantas)
Prefácio de Roberto Assaf – Orelha do craque Júnior
Formato: 13,5 x 21,5 cm
Páginas: 276 páginas
Peso: 490g (aprox.)
ISBN 978-85-65193-00-9
Preço: R$35,00

Contatos

Com o Autor
Mauricio Neves de Jesus
(49)9983-0922
themoreblues@gmail.com

Com a Editora
Cesar Oliveira
(21)8859-2908
cesar.oliveira@globo.com


Coment�rios (1)
Inter goleia em Indaial: 5x0 no Maga
Mauricio Neves
07
Nov
2011

Encerrando sua participação na fase classificatória*, o Inter foi a Indaial e goleou o Maga por 5x0 no estádio Jorge Hardt, o Gigante do Vale. Com 4x0 no primeiro tempo, (Gima aos 25, Douglas aos 27, Acácio aos 35 e Gima aos 39), o time colorado relaxou na etapa final e só marcou depois que dois jogadores do Maga. João Marcelo, que havia entrado no lugar de Vinícius, foi quem deu números finais à partida. Como curiosidade, a fragilidade do Maga é tão grande que o goleiro colorado Adê só tocou na bola aos 12 minutos do segundo tempo... (foto: Julian de Souza @gremiopunk)


Internacional 5x0 Maga (Indaial)
5 de novembro – Campeonato Catarinense de Acesso
Estádio Jorge Hardt – Indaial
Árbitro: Luiz Carlos Pereira
Cartões vermelhos: Léo e Diego (Maga)
Inter: Adê, Almir, Alemão (Emerson), Acácio e Vinícius (João Marcelo); Douglas, Eliezer, Danilo e Johnny; Diego e Gima (Berlanda). Técnico: Raffaele Granitti
Gols: Gima aos 25, Douglas aos 27, Acácio aos 35 e Gima aos 39 do 1º tempo; João Marcelo aos 26 do 2º tempo.

* O Inter aguarda o pronunciamento da FCF sobre a continuação ou não da partida contra o Pinheiros

 

Mais imagens do jogo

 

Coment�rios (0)
Várzea: bola rola só 10 minutos em Jaraguá
Mauricio Neves
31
Out
2011

O jogo entre Pinheiros e Inter estava com 10 minutos do primeiro tempo quando a ambulância deixou o estádio do Botafogo, em Jaraguá do Sul. Depois de esperar o tempo determinado pelo regulamento, a arbitragem deu a partida por encerrada. A FCF deve se pronunciar sobre o caso na próxima semana.

Internacional 0x0 Pinheiros
29 de outubro – Campeonato Catarinense de Acesso
Estádio do Botafogo – Jaraguá do Sul
Árbitro: Clodoaldo Jusviack
Inter: Adê, Almir, Alemão, Acácio e Vinícius; Douglas, Danilo, Luís André e Johnny; Diego e Gima. Técnico: Raffaele Granitti
Obs.: Aos 10 do 1º tempo a ambulância deixou o estádio para atender uma ocorrência. O árbitro paralisou a partida e aguardou o tempo regulamentar, dando a partida por encerrada.


Coment�rios (0)
Gima decide e Inter volta a vencer: 1x0 no Jaraguá.
Mauricio Neves
24
Out
2011

Um gol de Gima na metade do primeiro tempo, desviando uma cobrança de escanteio, bastou para o Inter reencontrar o caminho das vitórias. Ainda na primeira etapa, os colorados perderam vários gols e mantiveram bom ritmo. Porém, como nas outras partidas, o time cansou na etapa final. Isso, e ainda as saídas de Bruno e João Marcelo para as entradas de Cláudio Júnior e Johnny, transformou a etapa final em um jogo monótono. Nem assim o Jaraguá ameaçou, e o Inter assegurou mais três pontos no returno.

Inter 1x0 Jaraguá
23 de outubro de 2011 - Divisão de Acesso
Estádio Vidal Ramos Júnior - Lages
Árbitro: Altair Schmitt
Inter: Adê, Almir, Alemão, Acácio e Vinícius (Danilo); Douglas, Roni, Ralf e João Marcelo (Johnny); Bruno (Cláudio Júnior) e Gima. Técnico: Granitti
Gol: Gima aos 22 do 1º tempo.


Coment�rios (1)
<< Postagens recentes
Postagens passadas >>
Colunistas
Mauricio Neves

Sobre



O seu navegador não é mais suportado.

Atualize para um navegador moderno.
Obrigado, equipe Guia Lageano.