Serviços
Agenda
Postagens
Cinema
Sua empresa no guia - clique aqui!
In�cio
Tecnologia biométrica
Dione Ribeiro
26
Out
2017

As tecnologias com reconhecimento facial tendem a facilitar, e muito, a vida das pessoas. O cotidiano, cada vez mais atribulado, pode tornar-se mais prático, não caracterizando invasão de privacidade e sim, um recurso de segurança. Com a tecnologia biométrica sem o contato físico, acessar cofres de banco, combater fraudes em transportes públicos e reconhecer foragidos da justiça nas ruas são exemplos claros disso, pois as imagens do rosto que são registradas e arquivadas podem ajudar a identificar uma pessoa em qualquer lugar. Em eventos de grande porte, como Olimpíadas e Copa do Mundo, terroristas podem ser identificados antes de causar qualquer dano ao público. Devido à distração dos usuários, muitos celulares são roubados, e, através da tecnologia, o desbloqueio por terceiros torna-se mais difícil. Com o avanço da globalização, muitas bases de dados com imagens poderão ser partilhadas em diversas partes do mundo. Obviamente, é preciso criar normas para regrar e evitar uso indiscriminado deste recurso.


Coment�rios (0)
Problema pode fazer cabo do Surface Pro pegar fogo
Dione Ribeiro
25
Jan
2016

A Microsoft confirmou informações vazadas no meio da semana de que praticamente todos os donos das primeiras três versões do Surface Pro precisam trocar o cabo de força do tablet para não correrem o risco de ver o dispositivo pegar fogo.

A companhia descobriu que, quando contorcidos ou apertados com muita força, os cabos podem superaquecer, causando choques ou até incêndios. “Embora não haja informações sobre danos sérios, um pequeno número de clientes reclamou sobre essa questão e estamos tomando medidas para resolver”, afirmou a Microsoft em comunicado.

O Brasil fica de fora, uma vez que o produto não está à venda no país. O primeiro Surface Pro foi lançado na primeira metade de 2013 e o Surface Pro 2 saiu no fim daquele ano. Já o Surface Pro 3 chegou no meio de 2014, tendo sido substituído recentemente pelo Surface Pro 4.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/microsoft-confirma-problema-que-pode-fazer-cabo-do-surface-pro-pegar-fogo/54587


Coment�rios (0)
Rede social VK
Dione Ribeiro
23
Jul
2014

A rede social VKontakte, também conhecida como VK, está se beneficiando bastante do fim do Orkut, anunciado para 30 de setembro deste ano. O público brasileiro, órfão de um sistema de comunidades semelhantes à rede do Google, já que Facebook e Google+ são plataformas completamente diferentes, está procurando refúgio no serviço. Segundo o VK, a rede já conta com 340 mil usuários brasileiros, o que, no entanto, não chega nem perto da base de brasileiros no Facebook, por exemplo. A empresa não cita exatamente quantos deles já tinham uma conta antiga. Mesmo assim, houve um crescimento grande nos últimos tempos, depois do anúncio do fim do Orkut. Isso é comprovado por uma pesquisa no Google Trends, conforme aponta o VentureBeat. As buscas por “VK” e “vk.com” dispararam nas últimas semanas depois do anúncio do fim do Orkut. O site de monitoramento de atividade em aplicativos móveis App Annie também mostra que o número de usuários do aplicativo da rede social para Android também foi alavancado bruscamente.

Mais informações em: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/com-fim-do-orkut-rede-social-russa-dispara-no-brasil/43072


Coment�rios (1)
Facebook não quer mais que usuários postem tudo o que fazem
Dione Ribeiro
27
Mai
2014

Olá pessoal

Depois de cortar o compartilhamento automático do Instagram, o Facebook pretende reproduzir a atitude com todos os outros serviços e aplicações conectados à rede social. Com isso, devem sumir os posts que informam tudo o que se assiste, ouve, lê, cozinha... e por aí vai.

Desde 2012, quando o Open Graph foi anunciado, não param de pipocar atualizações de Netflix, Spotify, Pinterest, jogos, sites de notícias e muitos outros serviços - o Instagram, por exemplo, publicava todos os likes do usuário.

De um ano pra cá, o site percebeu que as publicações automáticas causavam confusão e eram mal vistas pelos usuários, tanto que eles as marcam como spam. O Facebook, então, decidiu diminuir a quantidade de posts compulsórios nos feeds e as denúncias caíram em 75%.

Isso incentivou uma mudança e, a partir de agora, o Facebook não apoiará os desenvolvedores que quiserem usar esse recurso. Curiosamente, a decisão vai contra o ideal de Mark Zuckerberg, para quem os usuários gostariam de informar os contatos sobre tudo o que estivessem fazendo.

 

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/facebook-nao-quer-mais-que-usuarios-postem-tudo-o-que-fazem/42237


Coment�rios (0)
Telegram messenger
Dione Ribeiro
11
Mar
2014

Não se fala em outra coisa nas redes sociais. O app telegram (irmão pobre do whatsapp).

Levando em conta que estamos tratando de um app com visual copiado e com menos recursos que o WhatsApp, a dúvida que fica é: afinal, por que as pessoas estão migrando?

Não há como definir um motivo exato, mas há algumas boas razões que nos permitem entender por que as pessoas passaram a adotar o Telegram como app de mensagens.

A primeira e mais evidente vantagem deste software é a segurança. Desenvolvido com uma API de código aberto (o protocolo MTProto), o aplicativo garante que as informações trafegam de um lado para outro sem que ninguém interfira no caminho.

A confiança nesse sistema é tão grande que o desenvolvedor Pavel Durov oferece a incrível quantia de 200 mil dólares para o hacker que conseguir quebrar o protocolo de criptografia do Telegram (fica a dica para você que é um gênio e quer ficar rico).

É graças a esse sistema de segurança que o app possibilita trocar mensagens secretas (que não podem ser vistas nem mesmo pelo pessoal do Telegram, tampouco por governos ou empresas que tenham interesse em seus dados). A ideia inclusive, segundo o que desenvolvedor disse ao TechCrunch, era que o programa não pudesse ser espionado pelo governo russo.


Coment�rios (0)
Postagens passadas >>
Colunistas
Dione Ribeiro

Sobre

Dione Ribeiro é responsável pela área de Tecnologia e Inovação Educacional na empresa FIESC - SENAI/SC em Lages, Curitibanos, Otacílio Costa e Correia Pinto. Bacharel em Ciência da Computação e pós-graduado em Redes de Computadores e Docência no Ensino Superior.



O seu navegador não é mais suportado.

Atualize para um navegador moderno.
Obrigado, equipe Guia Lageano.